quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Pedra Vermelha

No feriado de 15/11 (Proclamação da Republica) resolvemos ir até Barão de Cocais/MG visitar alguns familiares que se mudaram para lá recentemente e unindo o útil ao agradável, escalar na Pedra Vermelha que fica 13 km de lá, sentido Socorro. Saímos bem cedo e com o tempo nublado e com alguns pingos, o que me motivou muito, pois já conhecia a PV, e sabia que lá não molhava e quando o sol batia era um verdadeiro Saara. Mochila devidamente carregada, motivação a 1.000, tempo colaborando, não podia faltar mais nada. Desta vez levei a família toda para a diversão, contei um pouco sobre a história da escalada esportiva, da segurança e dos riscos que oferecem se praticada de maneira errada e tocamos pra cima.



A Equipe Montis (http://www.clubemontis.com.br) de conquista está fazendo um ótimo trabalho no pico, marcando as vias nas bases com os devidos nomes e com o croqui na mão não tem erro, é só escolher e remar pra cima da onda.

Croqui atualizado da Pedra Vermelha


Escolhemos de inicio a via Sunshine, um 6b de 8m, com um rampão no inicio e no final uma costurada em um agarrão invertido, já de inicio vi que seria bem divertida para os iniciantes, e foi alegria total.
Hanna 13 anos, na sua primeira escalada da vida na via Sunshine 6b

Na minha opinião a Pedra Vermelha é um dos setores de escalada esportiva mais impressionantes de Minas Gerais. São quase 30 vias entre 5º e 9c, além de projetos de 10º e 12º graus, que variam de 8m a 50m entre positivos, verticais e negativos.
 Marcelo Kblo na Tormentos - 8b, Maria Rita 4 anos, Léo e Camila na Sunshine

Christiane da Sunshine – 6b

Escalamos também a Biceps Me Gusta Mucho, El Raton e o Platô da Marimbondos.
No outro dia resolvemos fazer um turismo pela região e subimos até o Santuário do Caraça. Caraça é o nome de um trecho da Serra do Espinhaço localizado nos municípios de Catas Altas e Santa Bárbara, sendo patrimônio de Catas Altas no estado de Minas Gerais,  e dá nome ao antigo colégio Caraça. O Colégio se caracterizou por sua seriedade e disciplina onde importantes personalidades da história brasileira estudaram, dentre eles  Afonso Pena e Artur Bernardes. No século XIX, o colégio foi visitado pelos Imperadores Dom Pedro I e Dom Pedro II, cujas impressões ainda podem ser vistas no Museu do Colégio ou ainda na Biblioteca.

Vista do Mirante do Santuário do Caraça

Na segunda metade do século XIX, a velha Igreja que se tornara demasiado pequena para o número de alunos do Colégio é substituída por outra, mais ampla, em estilo neogótico. Nela se pode contemplar a gigantesca e magnífica tela com o tema da "Última Ceia" do pintor mineiro Mestre Manuel da Costa Ataíde. Aí se encontram igualmente o corpo embalsamado de São Pio Mártir, um soldado romano martirizado, belos vitrais de procedência francesa e o órgão de tubos instalado pelo padre Luís Boavida, marceneiro e músico.



Um lugar que compensou a visita, e indico pra quem quer saber mais um pouco sobre a história da nossa querida Minas Gerais.

Quero agradecer a AENMG – Associação de Escaladores do Norte de Minas Gerais, uma união que está rendendo bons frutos, ao Felipe Belisário, um grande amigo que sempre esteve a dispô para me passar todos os betas, ao Clube Montis pela conquista/manutenção das vias e por estar sempre expandindo o esporte para todas as idades.