domingo, 9 de abril de 2017

7º Festival de Escalada do Norte de Minas Gerais




Desde 2011, Montes Claros e o Norte de Minas Gerais, recebem festivais de escalada e esse ano não poderia ser diferente. Na sua 7ª edição, o festival de escalada do norte de Minas Gerais acontece sempre na semana santa e abre o calendário nacional como o primeiro festival de escalada esportiva do ano em todo Brasil.

Este ano o festival acontecerá nos dias 14, 15 e 16 de Abril e o local escolhido, dentre os vários locais de escalada na região, foi a Fazenda Zuculin, localizada a 7 km da cidade de Mirabela, cerca de 60 Km ao norte de Montes Claros (420 km de Belo Horizonte). As inscrições podem ser feitas antecipadamente pelo e-mail   aenmg@hotmail.com,  enviando o nome completo, cidade e estado. O valor da inscrição é R$ 50,00 com direito a Camping e participação do sorteio dos brindes. O valor da inscrição pode ser recebido no dia do evento pela equipe da AENMG.

O cronograma previsto para o festival será:

- Sexta-Feira (14/04)
  Abertura do festival com café da manhã para os escaladores
  Recebimento das inscrições
  Escalada no setor Zuculin

- Sábado (15/04)
  Escalada no setor Zuculin
  Confraternização a noite
  A noite será o sorteio dos brindes

- Domingo (16/04)
  Escalada no setor Zuculin
  Escalada livre

A Fazenda Zuculin foi escolhida por ser um local de escalada ímpar, com aproximadamente 40 vias que variam de 5 a 10º graus e vários projetos ainda sem F.A. (First Ascent). É neste lugar onde está a via "ILUMINADO", considerada, por muitos escaladores, como uma das vias mais imponentes e bonitas pra ser escalar, porque passa por todo o arco da caverna (ver foto do banner de divulgação). A Fazenda Zuculin  possui vias de até 40 metros, com um clima muito agradável, por ser cercada de arvores, natureza e um pequeno rio que passa dentro da caverna e corta quase todos os setores.

Abaixo algumas fotos do setor principal da Fazenda Zuculin:






Este ano a AENMG conseguiu um sítio para servir de abrigo para os escaladores, apenas para Camping, bem próximo da Fazenda Zuculin. O sítio conta com estrutura de duchas, banheiros, área de camping. Para quem deseja ficar mais a vontade, na cidade de Mirabela (cerca de 8 km do Abrigo) existem hoteis com diárias a partir de R$ 60,00.

Mirabela é famosa por sua carne de sol e pelo pequi, considerada como a capital nacional da carne de sol possui cerca de 13.000 habitantes e conta com vários restaurantes e supermercado pra quem desejar.


Segue alguns mapas para ajudar com a localização do abrigo e da Fazenda Zuculin:




Localização do Abrigo AENMG Clique Aqui


Telefones pra contato:
(38) 9 8405-3974 - Carlos Primo (Whatsapp) - Tim
(38) 9 9139-0123 - Marcelo Kabelo (Whatsapp) - Vivo

A AENMG agradece as empresas que apoiam este evento:
















segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Invasão AENMG na Serra do Cipo


Nos dias 17 a 19 de setembro, uma equipe da AENMG foi até a Serra do Cipó para escalar as vias incríveis do local. Sherlley e eu (FIB) saímos no final da madrugada rumo a Confins, onde fariamos o resgate do nosso colega Rodrigão que estava a trabalho em BH e depois seguimos para o Cipó, onde ficamos instalados no no incrível Abrigo G3, do nosso querido Magrão.

Placa na trilha de aceso ao Grupo 3

De mochilas prontas, seguimos a trilha até o setor Vale da perseguida, no Grupo G3. Aproximadamente 30 minutos de caminhada do abrigo do Magrão. Por ser um vale, existe a predominância de sombra em praticamente o dia todo. Escolhemos a via “Legalize Já, 6C (BR)”, com a primeira via para escalar, por ser uma via de pouca dificuldade, alta e com alguns esticões para aclimatação. Como estávamos em 3, acordamos que, enquanto 1 escalava e outro ficava na segurança, o terceiro ficaria responsável pelas fotos. E assim se foi até o final da trip. Depois escalamos a via “Chorreira Musical, 7A (BR)”, uma clássica do Vale.  Partimos dali para o setor Lamurias, onde fomos direto para a via Lamúrias de um Viciado, uma das vias mais clássicas da Serra do Cipó, com esticões que chagam a ter 7 metros de altura. 

Sherlley e Rodrigão na clássica Lamurias de um Viciado

No cair da tarde, aproveitamos um pouco o por do Sol incrível do lugar e voltamos para o abrigo.

Por do sol visto do G3

A noite, Fib e Rodrigão ficaram por conta de preparar o jantar, e Sherlley ficou com a parte braçal de arrumar a cozinha, muito justo. Quem fica no Abrigo G3 de Magrão, não pode deixar de tomar à noite a famosa cerveja artesanal que ali é produzida. Depois de um delicioso jantar e de muita prosa, assistimos a vídeos de escalada até pegar no sono.

Macarrão com beterraba pra dar pressão no antibraço

Cerveja artesanal do Magrão pra fechar a noite

No segundo dia de trip, partimos para o Setor Vale de Blair, no grupo G1. A caminhada até o setor é bem mais exigente, mas na minha opinião, é um dos melhores setores do grupo, com grande variedade de vias e um ambiente extremamente agradável. Ali, entramos na “Via de Blair 7A” para aquecer e depois fizemos força numa das vias mais recentes do setor, “Brinquedo Assassino 9A (BR)”, um via bem exigente, mas dessa vez não conseguimos isolar o crux. Saímos dali e fomos para o Setor, Vale dos Papagaios, no intuito de escalar vias bem altas, porém, o tempo se fechou e na eminência da chuva, Rodrigão nos guiou até um setor com a segurança de abrigo de pedra. Seguimos a trilha do G1 e chegamos ao G2, passando pelo setor “PCC”, chegando no setor “Coliseu”. Sherlley sacou a via “Venga las Chicas, 6C (BR)”, e na sequência entraram Fib e Rodrigão que desequipou a via. Nada de chuva, seguimos então para o G3, indo diretor para o “Vale Zen”. Outro setor nobre e com mais de 40. Ali entramos na via “Avenida Brasil” e ficamos no setor até o cair da noite. Finalizamos os trabalhos e retornamos para o abrigo, com o sentimento de termos concluído um Trekking no Cipó, passando por todos os Grupos, G1, G2 e G3 no mesmo dia. 

No terceiro e último dia já cansados, escalamos vias mais fáceis e acessíveis no Grupo G3. Fomos direto para a Sala da Justiça, onde entramos na via “Injustiça Social” e a via “Bonitinha, mas Ordinária”. Dali, fomos para o setor “Calada da Noite” onde finalizamos nossos dias de escalada na via “Mestre Splinter”. Retornamos para o abrigo e fizemos a viagem de volta para Montes Claros. Em nossa viagem, encontramos escaladores conhecidos nos setores que passamos e outros que conhecemos por lá. Esperamos voltar muito em breve na Serra do Cipó.


Outras imagens da invasão AENMG na serra do cipó:






quarta-feira, 31 de agosto de 2016

REGRAMPEAÇÃO DE VIAS ANTIGAS

Neste último final de semana (29-08-16) a AENMG esteve presente no mais antigo e tradicional sitio de escalada de Montes Claros, o Campo Escola Pedreira - CEP para regrampeação de algumas vias clássicas localizadas no 4º setor. Abertas em 2003 pelo escalador Carlos Guilherme (Psico), que por sua vez estava presente para auxiliar na decisão de instalação das novas chapeletas, para que a via não perdesse sua movimentação e característica original.

Foram substituídas as cantoneiras (que era comum na época da abertura) por chapas e bolts novos das vias CIRURGIA PLÁSTICA - 7A, um teto de agarrões e linda movimentação e também da via HEMATOMA - 7B, um vertical muito clássico.





Tudo isso para garantir a segurança e evolução dos escaladores.

Muitos escaladores estavam presentes no setor, dando aquela vibe e testando as novas proteções.

Escalador testando as novas proteções da via Hematoma

Marcelo Kabelo (Vice Presidente AENMG) na regrampeação da via Cirurgia Plástica


AENMG agradece a todos e juntos vamos continuar trabalhando para o bem e evolução do nosso esporte.
Boas Escaladas.
sábado, 20 de agosto de 2016

Convocação Assembléia Geral Nova Diretoria


O endereço fica ao lado do bar Curralzinho do Boi

terça-feira, 29 de março de 2016

Como foi o 6º Festival de Escalada do Norte de MG

O Festival de Escalada do Norte de Minas Gerais aconteceu completando 6 anos. Desde 2011 muita coisa já aconteceu na cena da escalada no norte de MG. Em todas as edições sempre aparecem escaladores de outras cidades e estados de vários cantos do Brasil, esse ano não foi diferente.

O 6º festival contou com a presença de escaladores de Goiânia, Bahia e Minas Gerais atraindo escaladores de Belo Horizonte, Januária, Janaúba entre outras cidades do estado. 

A programação aconteceu de acordo com o planejado e foi registrado aproximadamente 60 escaladores nos três dias de evento.

Mesmo sendo organizado muito próximo do feriado da semana santa conseguimos abrigar os escaladores em um sítio próximo aos setores de escalada e logo na sexta-feira foi servido um café da manhã para os climbers com o apoio da Center Pão.

O primeiro dia do festival, sexta-feira, fomos para a Fazenda Zuculin, que já possui um novo setor, chamando Usina Velha que conta com algumas vias. Este novo setor é uma falésia com uma cachoeira incrível e um negativo fantástico. Quem nunca esteve na fazenda zuculin ficou impressionado com a grandiosidade e a beleza que o setor principal da caverna onde os escaladores ficaram encantados.

  

O sábado ficou divido, alguns escaladores foram para o setor Tia Tina e outros tantos para a fazenda zuculin. Quem foi para o setor Tia Tina também ficou encantado com as vias, apesar da maior parte do tempo o sol não ter dado nem uma trégua os escaladores ficaram encantados com as vias e a falésia, principalmente pelo fato da rocha ficar a poucos metros do estacionamento.

   

Os escaladores que não conheciam o setor Tia Tina também ficaram encantados com as vias e receberam o croqui com todas as vias logo primeiro dia do evento.  Todos os croquis foram impressos pela Impresuper, empresa que sempre apoia o festival de escalada do norte de minas.

Enquanto alguns escalavam no setor Tia Tina, uns escalavam e conquistavam vias no setor Usina Velhas outros escalavam na fazenda zuculin que contou com a presença ilustre da Sara Zuculin (filha do grande Marcelo Zuculin, proprietário da fazenda) que foi até o setor da caverna pra prestigiar o festival e acompanhar as cadenas que saiam a rodo. A galera estava insana pra mandar as vias da cave e principalmente o novo projeto que está sendo conquistado, a via Jurassic Park a qual foi escalada pelo Felipe Alves Kabeça  que informou ser provável projeto de 9C.


Conquista da Via Jurassic Park


No sábado a noite foi a hora mais esperada para algumas pessoas, o sorteio dos brindes da Conquista, Nerea, 4 Climb, Abrigo G3 e Adrena. Enquanto os equipamentos e roupas não eram sorteados, a galera curtia uma vibe do som ligado e apreciava uma gelada.



As 22:00 do sábado aconteceu o sorteio dos brindes, abaixo algumas fotos dos sortudos que ganharam os prêmios.

Carlos Primo (Presidente AENMG) abrindo a caixinha com os nomes




No domingo a programação era livre e sendo assim havia escalador no setor Tia Tina, na Fazenda Zuculin e até no setor Vieiras. As pessoas que vieram de outras cidades e até estado já se programaram para escalar até perto do sol se por para aproveitar mais um pouco.

O festival mais uma vez foi incrível e a AENMG agradece a todos que participaram deste evento, agradece também as empresas que apoiaram o festival e não poderia deixar de agradecer o Sr. Iudeu, caseiro do sítio, que nos recebeu maravilhosamente bem.

Em breve divulgaremos o endereço de todas as fotos do festival.

AENMG agradece:

Loja Nerea
Loja Adrena
Conquista Montanhismo
4 Climb
Abrigo G3
Center Pão
Impresuper